Fortaleza 0 x 0 Athletico – Foi bom pra quem? Ninguém!


Athletico Fortaleza 0 x 0 Athletico – Foi bom pra quem? Ninguém!

O time cearense perdeu a oportunidade de engrenar e o Furacão de encostar nos líderes

Categorias: Futebol Brasil

Por: Agência Futebol Interior, 12/06/2022

Captura de Tela 2022 06 12 as 21.03.39

Fortaleza, CE, 12 – Em um jogo parelho, com bons momentos em situações isoladas, a grande maioria no fim do segundo tempo, Fortaleza e Athletico ficaram no empate sem gols na noite deste domingo, na Arena Castelão, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O resultado não agradou nenhuma das equipes. O Fortaleza continuou na lanterna, agora, com sete pontos. O time cearense ainda não venceu como mandante no Brasileirão, mas quebrou uma série que vinha incomodando. É a primeira vez que não sofreu gols.

O Athletico, por outro lado, chegou ao sétimo jogo sem derrota, mas perdeu a oportunidade de se aproximar dos líderes Palmeiras (22) e Corinthians (21). O time paranaense é o quinto, com 17.

ZERADO!

Com a intenção de embalar de vez no Brasileirão, Vojvoda apostou em um ataque mais consistente, com Moisés e Robson, além da entrada de José Welison, que vinha sendo uma espécie de 12º jogador do treinador. Já Felipão apostou em um time mais defensivo, povoando o meio de campo, aproveitando a ausência de Pablo. Rômulo foi o único homem de ataque.

Em campo, Fortaleza e Athletico fizeram um primeiro tempo equilibrado, com oportunidades esporádicas de gol. Aproveitando o embalo de sua torcida, o time cearense tentou um abafa inicial e desperdiçou boas chances com Robson e Yago Pikachu. O lateral, inclusive, deu certo trabalho para Bento, que foi um dos pontos altos dos primeiros 45 minutos.

A melhor chance, no entanto, foi com Abner Vinícius. O lateral foi até a linha de fundo, cruzou e mandou no travessão. Mas tratava-se apenas de um susto, já que o árbitro marcou a saída de bola. Os minutos finais foram mais calmos, com exceção para o arremate de Moisés, que ficou em mais uma defesa do goleiro Bento.

Captura de Tela 2022 06 12 as 21.03.39Fortaleza e Athletico empatam sem gols

FICOU ASSIM…

No segundo tempo, Vojvoda tentou abrir o time. Tirou um zagueiro e mudou o esquema para 4-4-2. No entanto, Felipão respondeu colocando Pedrinho como ponta, na vaga de Terans, e deixou o duelo pragmático, com muitas faltas, tanto que Yago Pikachu levou o terceiro amarelo e desfalcará o time cearense no próximo compromisso da equipe.

Sem espaço, Felipão resolveu trocar todos os jogadores do meio para frente para tentar dar um novo fôlego na reta final. E teve a chance do jogo aos 42 minutos. Matheus Babi recebeu belo cruzamento,  saiu de frente para o goleiro, mas desperdiçou grande oportunidade de dar o triunfo para o time paranaense. 

Mas o Fortaleza quis repetir a façanha e também perdeu chance de ouro. Ceballos  recebeu dentro da área, mas deixou a bola escapar e chutou para fora. Com isso, o embate terminou em 0 a 0.

PRÓXIMOS JOGOS

O Athletico volta a campo nesta quarta-feira, às 21h30, frente ao Corinthians, na Arena da Baixada, em Curitiba (PR). Na quinta-feira, às 19h, o Fortaleza visita o Avaí, na Ressacada, em Florianópolis (SC).

FICHA TÉCNICA

Fortaleza Fortaleza 0 0 Athletico Athletico Fase Fase: Única Fase Rodada: 11ª rodada Fase Data: 12/06/2022 Fase Hora: 7:00 pm Fase Arbitro: Andre Luiz de Freitas Castro (GO) Fase Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva (GO) e Tiago Gomes da Silva (GO) Fase Estádio: Arena Castelão Fase Público: 18.167 pagantes Fase Endereço: Fortaleza (CE) Fase Renda: R$ 118.976,00. Fase Cartões Amarelos: Fortaleza: Yago Pikachu AthleticoAndre Luiz de Freitas Castro (GO): Erick, Marcelo Cirino e Matheus Fernandes Fortaleza Esporte Clube Fortaleza

Marcelo Boeck; Landázuri (Hércules), Marcelo Benevenuto e Titi; Yago Pikachu, Matheus Jussa. (Ceballos), José Welison, Lucas Lima (Silvio Romero) e Juninho Capixaba; Moisés (Romarinho) e Robson (Renato Kayzer).

Técnico: Juan Vojvoda Clube Athletico Paranaense Athletico

Bento; Khellven, Matheus Felipe, Nicolás Hernández e Abner Vinícius; Hugo Moura, Matheus Fernandes (Erick), Cuello (Marcelo Cirino), Terans (Pedrinho) e Léo Cittadini (Vitor Bueno); Rômulo (Matheus Babi)

Técnico: Felipão

Confira também: