Ceará confirma três casos de ‘flurona’, infecção simultânea por Covid-19 e gripe | Jovem Pan

Roque de Sá/Agência Senado PCR Ainda não se sabe quais são as implicações causadas por uma infecção simultânea por Covid-19 e gripe (influenza)

A Secretaria da Saúde (Sesa) do Ceará confirmou nesta segunda, 3, ter detectado ao menos três casos de ‘flurona‘, a infecção simultânea por Covid-19 e gripe, no Estado. A palavra ‘flurona’ junto os nomes dos vírus causadores das infecções, o coronavírus e o influenza, para indicar a detecção das doenças na mesma pessoa. As implicações de ter casos simultâneos ainda não são conhecidas pela ciência. Segundo a Sesa, os casos ocorreram em um homem de 52 anos e em dois bebês de um ano. As crianças chegaram a ser internadas em hospitais particulares, mas já receberam alta, enquanto o adulto não precisou de internação e cumpre isolamento em casa. Ainda não se sabe qual variante do coronavírus causou as infecções, mas a da gripe foi a cepa H3N2 nos três casos, que ocorreram em Fortaleza nas últimas duas semanas. Um outro homem brasileiro, de São Paulo, disse ter passado pela situação no fim de 2021. A primeira infecção do tipo foi detectada numa mulher grávida em Israel, que não havia sido vacinada contra nenhum dos dois vírus e apresentou apenas sintomas leves. Ela está internada na cidade de Petah Tikva e deve receber alta na próxima quinta, 06.

Leia também

Companhias de cruzeiros decidem suspender temporada no litoral brasileiro até 21 de janeiro Argentina passa a exigir teste para Covid-19 de todos que entrarem no país