O aplicativo móvel do cassino Mostbet permite que você aproveite seus jogos de azar favoritos a qualquer hora e em qualquer lugar, fornecendo acesso conveniente e seguro a uma ampla variedade de jogos e bônus diretamente do seu smartphone.

FORTALEZA SEMPRE

NOTÍCIAS E JOGOS AO VIVO DO MAIOR TIME DO NORDESTE, O FORTALEZA

NOTÍCIAS

Fortaleza é tricampeão da Copa do Nordeste ao vencer o CRB nos pênaltis

Maceió, AL, 9 (AFI) – O Fortaleza é tricampeão da Copa do Nordeste2019, 2022 e 2024. Neste domingo à tarde venceu o CRB nos pênaltis, por 5 a 4, depois de perder no tempo normal por 2 a 0, no estádio Rei Pelé, em Maceió (AL). O time alagoano devolveu o placar a favor do Fortaleza no primeiro jogo, mas não se deu bem nos pênaltis e segue sem nenhum título.
O título é importante ao clube cearense que confirma sua vaga na Copa do Brasil de 2025, entrando direto na terceira fase. Além disso, faturou R$ 2.1 milhões em premiação e totalizou na competição a quantia de R$ 6.7 milhões. Como vice-campeão, o CRB recebeu R$ 1,3 milhão e acumulou R$ 5.1 milhões.

CRB DEVOLVE DERROTA
Como o Fortaleza tinha vencido na Arena Castelão por 2 a 0, o CRB precisava, pelo menos, devolver o placar para tentar ser campeão nos pênaltis. O time alagoano foi melhor no jogo, principalmente no segundo tempo, quando marcou os dois gols apoiado por sua torcida – mais de 17 mil pessoas. Os gols foram anotados por João Neto, que tinha entrado em campo no segundo tempo.

Nos pênaltis, o CRB iniciou a série com Anselmo Ramon, artilheiro do time e um dos maiores goleadores do Brasil na temporada, com 17 gols. O artilheiro bateu forte na bola, que subiu e passou por cima do travessão. Depois disso, o Fortaleza foi perfeito nos pênaltis com Lucero, Pedro Rocha, José Welison, Hércules e Yago Pikachu. Pelo CRB ainda acertaram Gegê, João Neto, Hereda e Matheus Ribeiro.

CRB foi melhor no jogo e venceu com apoio da torcida. Fotos; Ithalo Silva – CBF

TENSÃO E CARTÕES
O primeiro tempo foi equilibrado, apesar da maior posse de bola do CRB. O Fortaleza atuou de forma reativa, esperando o adversário para descer depois em velocidade. Como toda final, disputada em clima de tensão, o árbitro Emerson Ricardo de Almeida Andrade distribuiu oito cartões amarelos, cinco deles só por reclamação.

O CRB teve três boas chances, duas delas com o artilheiro Anselmo Ramon. A melhor oportunidade, porém, aconteceu aos 39 minutos quando Fábio alemão aproveitou passe de Léo pereira e finalizou para a grande defesa do goleiro João Ricardo.

CRB TODO ATAQUE
No segundo tempo, o CRB ganhou mais força ofensiva, principalmente, com a entrada do atacante João Neto no lugar do volante Falcão. Sentindo a garra dos jogadores, a torcida alagoana passou a incentivar o time e tinha acabado de fazer o coro de ‘eu acredito…’ quando saiu o gol, aos 21 minutos. Após levantamento na área, a defesa na aliviou, a bola desviou em Lucero e sobrou na pequena área para o chute de João Neto.

A partir da vantagem mínima, o objetivo era marcar o segundo gol, que quase saiu aos 35’, quando a bola quicou na área, subiu e Mike testou por cobertura. A bola caprichosa tocou em cima do travessão e saiu tirando o fôlego dos torcedores.

O Fortaleza não conseguiu sair do campo de defesa e o CRB foi premiado pela marcação do segundo gol, aos 41’. O lance começou do lado esquerdo com o cruzamento para a área, onde Matheus Ribeiro finalizou, mas a sobra ficou de novo com Zé Neto, que chutou para as redes.

PRESSÃO ATÉ O FIM
Até o final do jogo, inclusive nos oito minutos de acréscimos, o CRB foi melhor, sempre apoiado pela torcida. O Fortaleza, fora do ar, ainda perdeu Matheus Rossetto expulso após tomar dois cartões amarelos em menos de cinco minutos.
Esta expulsão acabou obrigando, na disputa de pênaltis, a exclusão de um jogador do CRB na disputa de pênaltis. Mas isso não influiu nada, porque o título foi decidido dentro das cinco cobranças.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *