Em entrevista, Vojvoda deixa mais um jogador com um pé fora do Fortaleza: "Está quem quer estar" – Soufortaleza.com

Atuando dentro de casa, na Arena Castelão, o Fortaleza voltou a vencer no Campeonato Brasileiro. Com gol de Yago Pikachu, no fim do primeiro tempo, a equipe bateu o Avaí por 1 a 0 e deixou a lanterna da competição, que agora é ocupada pelo Juventude, do técnico Eduardo Baptista. Agora, na décima nona posição, o Leão do Pici soma 10 pontos, com dois saldos positivos, quatro empates e sete derrotas, totalizando 25,6% de aproveitamento.

TIME TOP NACIONAL CHAPELEIRO  🎩 📌  Mais uma vez mitando na rodada! Desta vez nossa pontuação foi de 108.90pts, ficando com a média de 94.3 nas rodadas  😱 ⚠️  Quer ter acesso à esse time e outros conteúdos? 🏆  CLIQUE AQUI E SEJA SÓCIO! 📎  “A sorte existe, mas só é dependente dela quem não estuda”.

Com os três pontos, o Tricolor de Aço ganha um alívio para os próximos confrontos da temporada. Nos últimos dias, o elenco foi alvo de protestos por conta da má fase. O atacante Robson, um dos destaques da equipe em 2022, acabou sendo agredido com um capacete. O tema, claro, não passou despercebido pelo técnico Juan Pablo Vojvoda, que se pronunciou em entrevista coletiva.

“Quanto a situação do Robson no aeroporto, não acho normal o que aconteceu. Ele é um profissional, também são pessoas, em uma discussão. Robson entrega tudo dentro de campo, como todos, e é um jogador muito comprometido com o clube e com o dia a dia” frisou.

Juan Pablo Vojvoda

Ainda na conversa, o argentino deu o seu ponto de vista sobre Lucas Crispim e Renato Kayzer, que foram afastados pelo presidente Marcelo Paz nos últimos dias. Contratação mais cara do futebol cearense, Kayzer deve ser negociado e é um dos alvos do Grêmio para a disputa da Série B.

“Enquanto a situação de Crispim, a diretoria tomou uma decisão, mas temos que escutar também a palavra dele. Ainda não conversamos. Precisamos de todos, temos um elenco curto, mas isso há que resolver com calma, debatendo, pedindo desculpas muitas vezes, e tomar a melhor decisão sempre para o clube. Qual é a melhor decisão para o clube? Todos cometemos erros, isso é claro. Quem também comete erro tem que ter consequência de suas ações. Diretoria tem que pôr o caso sobre a mesa e discutir e se tenho que dar minha opinião, darei para a diretoria. Sobre Renato Kayzer, tenho que dizer sempre a verdade, sou o treinador muito sincero tanto com jogadores como com diretoria e com vocês. Aqui, está quem quer estar. E com isso, deixo claro, quem está nesse momento é porque querem estar. Que fique claro. Os que estão, é porque querem estar”, finalizou o treinador.

Juan Pablo Vojvoda

Veja mais notícias do Fortaleza, acompanhe os jogos, resultados e classificação além da história e títulos do Fortaleza Esporte Clube.